Inspirar para Transformar acelera projetos de inclusão

O projeto Inspirar para Transformar é uma parceria com a Unimed Curitiba e tem como objetivos centrais inspirar líderes e instituições da Rede ASID, acelerar uma ideia de alto impacto e desenvolver suas lideranças através de mentoria, auxílio em gestão, inovação e empreendedorismo.

Processo seletivo e imersão

Duas organizações sociais de Curitiba foram contempladas com o edital do projeto que visava o apoio e acompanhamento no desenvolvimento e implementação de uma ideia de alto impacto ao longo de cinco meses, incentivada por meio de uma experiência imersiva de 4 dias na cidade de São Paulo.

A edição do programa aconteceu de abril a setembro de 2019 e a imersão foi realizada de 03 a 06 de setembro. As instituições aprovadas no processo de seleção foram a APAE Curitiba e a Escola Especializada Primavera.

Ambas instituições possuíam uma iniciativa interna relacionada a temática de inclusão de pessoas com deficiência (PcD) no mercado de trabalho e se inscreveram no projeto com o interesse em entender o que é feito em relação a isto em localidades diferentes de Curitiba.

Inicialmente, elas receberam um acompanhamento para que fosse possível entender em qual estágio de implementação cada projeto estava, e com isto, montar a agenda e preparar a imersão.

Foram quatro dias de viagem e essas instituições puderam viver, conhecer e experimentar boas práticas, metodologias e sistematizações de sucesso que buscam a autonomia e a preparação da PcD para o mundo do trabalho. A vivência contou com ambientes inspiradores e de referência, que serviram de cenário para que o aprendizado acontecesse.

Dia 1

A programação da imersão foi feita conforme o tema de interesse: a inclusão da pessoa com deficiência intelectual no mercado de trabalho.

O primeiro dia de imersão aconteceu na Bellatucci Café. Inicialmente com um momento de boas vindas, apresentações e orientações gerais sobre os próximos dias.

Em seguida, os participantes foram recebidos para uma vivência do real empoderamento da família. Jéssica, empreendedora com síndrome de Down que fundou o Café Bellatucci, e sua mãe contaram como o café nasceu, suas histórias, as dificuldades que passaram, as necessidades que tiveram que superar e as infinitas realizações.

Jéssica também falou sobre como contratava PcD para trabalhar com ela e de que maneira realizava o treinamento.

Participantes do projeto em visita ao Café Bellatucci

Dia 2

O segundo dia foi composto por três visitas a diferentes instituições sociais que trabalham com PcD intelectual.

Na primeira, as participantes puderam conhecer um pouco melhor de como são as oficinas de capacitações promovidas pela ADERE e aprenderam, com a grande expertise dessa instituição, como funcionam a criação e desenvolvimento de produtos sociais.

Na sequência, foi visitado a Caminhando e a realidade da inclusão e acompanhamento da PcD no mercado de trabalho ficou mais próxima. A Caminhando explicou sobre suas oficinas de geração de autonomia e qual era sua metodologia de ensino.

Por fim, a ADID, instituição especializada em síndrome de Down, apresentou suas boas práticas, história e porque se tornaram tão conhecidas em São Paulo.

Participantes em visita na Caminhando

Dia 3

A programação que compôs o terceiro dia foi voltada para a prática da inclusão da PcD no mercado de trabalho, acompanhamento de projetos já implementados e consultorias com pessoas experientes na temática de negócios sociais.

O primeiro momento foi uma roda de conversa com a participação da Consolidar Diversidade e da APABEX sobre a metodologia Emprego Apoiado e sua aplicação no dia-a-dia. Em seguida, foi visitado o Instituto Sorrir para Vida, onde todos puderam se inspirar em histórias de superação e persistência para fazer um projeto acontecer através da captação de recursos por diferentes meios. Depois disso, foi realizado uma reunião com o projeto Beleza em Todas as suas Formas. Com certeza, o ápice da viagem, o encanto com o sucesso das PcD intelectuais como cabeleireiras foi unânime.

O dia foi finalizado com um jantar com Eduardo Pedotte, fundador da Bem-Te-Vi e especialista em Modelo de Negócios e investimentos sociais.

Visita ao projeto Beleza em Todas as Suas Formas

Dia 4

As participantes se reuniram, organizaram uma apresentação e fizeram uma dinâmica de planejamento dos próximos passos. Esse momento foi importante devido a grande carga de informações que receberam nos dias anteriores, desta forma elas puderam assimilar as experiências vividas e projetar as ações pensando no que era aplicável em seus projetos e iriam fazer acontecer.

No final, ambas as instituições saíram com um plano de metas para serem realizados em 45 dias e que terá acompanhamento da ASID.

APAE Curitiba

Meta para 45 dias: Criação da metodologia própria de inclusão de PcD intelectual no mercado de trabalho, APAExonados por Você.

A APAE Curitiba, que já possui um primeiro projeto de inclusão das PcD intelectuais no mercado de trabalho, a necessidade vista após a imersão foi a de criar uma metodologia própria para qualquer projeto de inclusão independente do processo operacional utilizado.

Ou seja, hoje a APAE tem o projeto APAExonados por café, que tem como objetivo incluir PcD intelectual através da produção de coffee breaks corporativos. A ideia é criar um método que possa ser implementado no coffee e em outros projetos, porque ela tem o desejo de expandir as formas de inclusão, por exemplo, através de marcenaria, cabeleireiros, etc.

Escola Especializada Primavera

Meta para 45 dias: Sensibilização interna para implementação da Metodologia e Oficina do programa Beleza em Todas as Suas Formas.

As representantes da Escola Especializada Primavera se surpreenderam com a metodologia do projeto Beleza em Todas as Suas Formas da Alfaparf e decidiram que querem trazê-la para sua escola. Em 45 dias, a meta das participantes será de instigar a curiosidade e criar alianças internas na instituição para que possam iniciar o planejamento financeiro de implementação.

Elas relataram que essa era uma das maiores dificuldades internas no momento de trazer novos projetos para a instituição: a falta de parcerias. Portanto, em 45 dias, elas se organizarão em uma sequência de reuniões internas com a diretoria, mantenedores e operacional para que consigam o aval de todos para dar sequência no processo de captação de recursos.

Próximos passos e impacto

A ASID realizará mais dois encontros com cada instituição para dar suporte e acompanhá-las no alcance desses objetivos.

  • 100% dos participantes afirmaram que o projeto foi totalmente relevante para a instituição e para seus projetos inscritos no edital;
  • 4 dias de imersão
  • 9 iniciativas e organizações visitadas
  • 9,3 foi a nota de satisfação dos participantes
  • 2 projetos inspirados

Quer conhecer mais projetos de impacto?


Sem respostas a "Inspirar para Transformar acelera projetos de inclusão"


    Tem algo a dizer?

    Se você achou este conteúdo útil, compartilhe com quem possa se interessar!