Impressão 3D para a inclusão de pessoas com deficiência

Já imaginou usar a impressão 3D para a inclusão de pessoas com deficiência?

Contexto

Anualmente a Fundação Telefônica Vivo realiza o Dia dos Voluntários Telefônica. Assim, trata-se de um projeto global que envolve os colaboradores de todas as empresas do Grupo Telefônica. De tal forma que os colaboradores se mobilizam para realizar ações sociais em instituições pré-selecionadas pelos comitês de voluntariado da empresa.

No ação de 2018, uma das instituições que recebeu o voluntariado foi a Associação Dar a Mão. A instituição oferece apoio para crianças e adolescentes com agenesia de membros superiores. Tanto para aqueles que nasceram essa deficiência física, quanto aqueles que sofreram amputações. Em suma, faz isso através da conscientização e da impressão de dispositivos protéticos.

Voluntária da Associação dar a Mão colocando um dispositivo protético em uma usuária
Voluntária da Associação dar a Mão colocando um dispositivo protético em uma usuária

Dessa forma, para atingir o resultado esperado com a ação Fundação Telefônica, ASID e Dar a Mão desempenharam um papel fundamental.

Divisão de tarefas

Assim, a Associação ficou responsável pela comunicação com as famílias dos beneficiados, pelas parametrizações (registro de medidas para modelagem digital de cada prótese) e pelas modelagens em si.

Por outro lado a Fundação Telefônica Vivo instalou três impressoras 3D em sua unidade administrativa para que voluntários pudessem imprimir e montar as próteses.

Então a ASID foi responsável planejar todo o cronograma e organizar a ação.

Após muita dedicação, no dia do evento foi possível entregar 11 dispositivos protéticos gratuitamente.

Também foram realizadas diversas atividades. Por exemplo recreação com as crianças, palestras de conscientização quanto a agenesia para famílias e voluntários. Assim como orientação técnica para aqueles que receberam os dispositivos, para que entendessem como funciona a prótese e a reabilitação protética. E também foi feito o cadastramento de notas fiscais pelo Programa Nota Paraná a fim de ajudar a Associação Dar a Mão.

Como resultado houve a mobilização de mais de 40 voluntários e 3 organizações diferentes.

Gostou de saber mais sobre a importância da impressão 3D para a inclusão de pessoas com deficiência? Isso foi possível graças ao voluntariado corporativo.

Então acesse os cases da ASID e conheça outras histórias:


Sem respostas a "Impressão 3D para a inclusão de pessoas com deficiência"


    Tem algo a dizer?

    Se você achou este conteúdo útil, compartilhe com quem possa se interessar!