E quando eu não estiver mais aqui? O que será do meu filho com deficiência?

Saiba a importância de estimular o desenvolvimento de potencial e independência na pessoa com deficiência

Uma das maiores vontades dos pais de pessoa com deficiência (PcD), é garantir que seu filho tenha independência, autonomia e direito à cidadania. Para isso, estimular e desenvolver o potencial das PcD é essencial, principalmente para que ele possa ter qualidade de vida quando não tiver os familiares por perto. Para ajudar, trouxemos algumas dicas de como incentivar a evolução das pessoas com deficiência intelectual.

Tarefas cotidianas

A independência de uma pessoa com deficiência intelectual (DI) começa com os ensinamentos básicos, como a importância dos cuidados pessoais. É fundamental que ela tenha uma rotina estabelecida para exercer atividades como tomar banho, escovar os dentes, lavar o cabelo, além de tarefas que possibilitam qualidade de vida, como lavar roupa, limpar a casa, lavar a louça, cozinhar, entre outros.

Convivência em sociedade

Em muitos casos, a pessoa com deficiência intelectual fica isolada em casa, tendo contato apenas com os familiares e profissionais da instituição que a atendem. Porém, é importante que a PcD ocupe espaço na sociedade, isso significa que ela deve ir ao shopping, passear no parque, andar de transporte público, entrar no mercado de trabalho quando tiver essa possibilidade, ter amigos e namorar. Todas essas atividades fazem com que ela se desenvolva humanamente e saiba conviver com diferentes pessoas e situações. 

Interesses e preferência

Desde cedo, os pais devem estimular os filhos a buscarem seus interesses e preferências, desde uma simples escolha de roupa até gostos específicos, como uma banda favorita, uma comida predileta ou ainda uma área profissional de interesse. Essa autonomia contribui para uma boa autoestima e também para o senso de pertencimento da PcD ao meio em que vive.

A inclusão no Mercado de trabalho

Quando a pessoa com deficiência tem potencial para trabalhar essa é uma das formas mais efetivas de conquistar a independência. A inserção no mercado de trabalho possibilita o crescimento profissional, aumenta a renda familiar, sendo muitas vezes maior que o benefício que a PcD receberia do Governo, a mantém em convivência em sociedade e, através da capacitação, faz com que ela alcance melhores posições de trabalho.

A pessoa com deficiência intelectual que trabalha adquire valores e responsabilidades que refletem diretamente em sua vida pessoal, além de inúmeros benefícios. Dentre os principais destacam-se: 

  • Responsabilidade;
  • Senso de pertencimento;
  • Autoestima;
  • Utilidade;
  • Qualidade de vida;
  • Acesso a um plano de saúde;
  • Acesso aos seus direitos básicos de cidadão;
  • Crescimento profissional; e
  • Renda própria e familiar.

Para garantir que o filho com deficiência tenha um futuro próspero e com todos os direitos garantidos, é necessário que os pais sejam os grandes incentivadores de sua independência, estimulando desde cedo o seu crescimento pessoal, a convivência em sociedade e a inserção no mercado de trabalho.

Quer desenvolver as habilidades do seu filho e encontrar uma vaga de trabalho adequada para ele? Clique aqui no botão abaixo e realize o cadastro do currículo sem custos.

Se você faz parte de uma empresa que deseja incluir, entre em contato com a ASID, envie um e-mail para queroincluir@asidbrasil.org.br.

Acesse os vídeos e outros conteúdos da Campanha de Inclusão (clique para acessar):

  1. Caminhos para a sua instituição incluir a pessoa com deficiência no mercado de trabalho
  2. Conheça a metodologia de instituições que fazem a inclusão da pessoa com deficiência intelectual no mercado de trabalho
  3. Histórias de pessoas com deficiência intelectual no mercado de trabalho
  4. Benefício de prestação continuada (BPC) ou trabalho?
  5. Conheça a possibilidade do emprego apoiado
  6. Descubra onde seu filho com deficiência pode chegar
  7. E quando eu não estiver mais aqui? O que será do meu filho com deficiência? (você está aqui)
  8. Saiba como aproveitar a mudança no mercado de trabalho para incluir pessoas com deficiência
  9. Como fazer a inclusão de pessoas com deficiência no mercado trabalho
  10. Descubra os benefícios para a sua empresa em incluir a pessoa com com deficiência intelectual
  11. Boas práticas de inclusão das pessoas com deficiência intelectual




Sem respostas a "E quando eu não estiver mais aqui? O que será do meu filho com deficiência?"


    Tem algo a dizer?

    Se você achou este conteúdo útil, compartilhe com quem possa se interessar!