Gerando impacto social e valor ao negócio

“Comprar mais o mais barato possível, vender no preço mais alto que o mercado esteja disposto a pagar, economizar ao máximo e, se sobrar algo, vamos apoiar projetos sociais.” Esse é o clássico mind-set de grande parte das empresas de alguns anos ou décadas atrás. Porém, por uma questão de reputação, imagem, pressão social ou mesmo um senso de altruísmo, as empresas começaram a realizar apoio a diversos projetos sociais através da filantropia. A filantropia trouxe reputação, porém com o passar dos anos, foi iniciada uma busca por gerar mais resultados ...

Leia mais


3 ideias de ações de marketing relacionado a causas

3 IDEIAS DE AÇÕES DE MARKETING RELACIONADO A CAUSAS
A comunicação e o marketing cumprem, hoje, um papel diferente: além de fortalecerem as marcas e impulsionarem o consumo, elas ajudam a conscientizar a sociedade. Essas áreas vem desenvolvendo ações com objetivo de contagiar as pessoas, tocar seus corações e as engajar em causas transformadoras. O Marketing Relacionado a Causas (MRC) é um movimento que une empresas e instituições sem fins lucrativos em ações que geram benefícios para ambos, porém, de formas diferentes. Quem sai ganhando é a sociedade, que colhe o impacto positivo dessas ações. Mas qual ...

Leia mais


O marketing relacionado a causas: uma importante estratégia para empresas

O marketing relacionado a causas: uma estratégia importante para empresas
O Marketing Relacionado a Causas (MRC) une empresas e instituições sem fins lucrativos em ações que geram benefícios para ambos, de formas diferentes. Empresas tem a oportunidade de impactar seus consumidores e colaboradores, engajando-os em prol de uma causa, atrelando sua marca a ações de impacto social. Pesquisas mostram que o fato de uma marca estar atrelada a uma ação de MRC impacta na decisão de compra dos consumidores. Também são percebidos benefícios em termos de divulgação na mídia, que possibilitam atingir potenciais consumidores. Internam...

Leia mais


Saiba como criar uma cultura organizacional de Inclusão

SAIBA COMO CRIAR UMA CULTURA ORGANIZACIONAL DE INCLUSÃO
A inclusão começa por uma cultura organizacional propícia e o comportamento dos colaboradores A Pesquisa Nacional de Saúde, de 2013, mostra que 6,2% dos brasileiros são PcDs[1], ou seja, são 12 milhões de pessoas. Sabe-se que, pela falta de inclusão na sociedade, menos de 1% dos vínculos formais de emprego são relacionados à PcD[2]. Um estudo da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH)[3] mostra que alguns dos fatores com maior influência neste dado são o fato de que grande parte dos gestores das empresas apresentam resistência quanto à ...

Leia mais


Sorvete Solidário

Mudar a realidade local das instituições de atendimento para pessoas com deficiência de Joinville, esse era o sonho da ASID e da Paviloche. Para tornar este sonho possível, foi criado em conjunto o primeiro Produto Social: o Sorvete Solidário! Para levar o produto e a causa para as prateleiras dos supermercados e para a sobremesa das famílias do Paraná e Santa Catarina foi estruturada uma campanha focada no marketing para causas que durou quatro meses. Os números foram surpreendentes: ao todo, foram vendidos mais de 70 mil litros de sorvete, onde a ASID foi ...

Leia mais


Inclusão Consciente – InterCement

Inclusão consciente, é nisso que a ASID acredita! Com um projeto desafiador de mudança da cultura de diversidade, trabalhamos 3 meses com a InterCement. Trazendo temas centrais sobre a vida da pessoa com deficiência, um olhar sistêmico sobre o indivíduo e vivências que criam empatia, construímos, de forma colaborativa, um ambiente mais preparado para a inclusão. Foram realizados 4 workshops, com a participação de um total de 54 colaboradores e satisfação de 9,12. A primeira parte dos workshops começou com uma contextualização sobre a realidade da pessoa ...

Leia mais


Dia dos Voluntários Telefônica

O Dia do Voluntariado Telefônica (DVT) acontece anualmente em 33 países e, em 2016, mobilizou 15 mil colaboradores. É uma das maiores ações de voluntariado do mundo e tem o objetivo de “contribuir para a melhoria e desenvolvimento de ONG’s e escolas”¹. No Brasil, a gestão do programa tem uma governança exercida por comitês regionais, responsáveis por visitar as instituições que serão beneficiadas e analisar o que pode ser melhorado, estreitando o vínculo com a comunidade. Em Curitiba, a cidade com o segundo maior número de colaboradores, o desafio era ...

Leia mais


A inclusão da pessoa com deficiência e o papel das escolas e instituições onde elas se desenvolvem

Diariamente vemos na mídia tradicional ou nas mídias sociais vídeos motivacionais, depoimentos e casos nos quais as pessoas com deficiência superaram seus limites e servem de exemplo! Porém dados de pesquisas sobre edução e mercado de trabalho mostram que a inclusão pode ser muito maior. Mas, para que uma pessoa desenvolva todo o seu potencial dentro das especificidades impostas pela sua deficiência, você já se perguntou o que está por trás disso? Duas palavras resumem: Educação e oportunidade! Considerando que a última Pesquisa Nacional de ...

Leia mais


O Novo Terceiro Setor – Conexões que Alavancam as Instituições

Dentro do terceiro setor podemos encontrar uma série de características: pessoas engajadas, sonhos grandes e vontade de mudar um contexto social que necessita de ajuda. Ao mesmo tempo que as pessoas que lideram os projetos são extremamente corajosas, bem-intencionadas e muitas vezes envolvidas diretamente com a causa que atuam, encontramos alguns estereótipos como baixo conhecimento em gestão, desorganização e esforço mal direcionado. Por muitas vezes, estes esforços e investimentos aplicados são desperdiçados em função da falta de conhecimento sobre assuntos ...

Leia mais


NOSSA HISTÓRIA – MÃO NA MASSA VIVIAN MARÇAL

No começo de 2012, houve uma mudança na legislação e as Escolas Especiais viraram “Escolas de Educação Regular Básica na Modalidade Especial”. A Escola Vivian Marçal viveu isso de perto! A nova legislação causou uma mudança na sua estrutura. Antes, os alunos eram divididos por idade, onde a Sede atendia os mais velhos e a Sub-sede os mais novos, com a mudança na legislação a Escola foi obrigada a atender alunos de faixas etárias diferentes nos dois endereços. A Sub-sede, que atendia alunos pequenos, começou a receber adultos. Sua estrutura ...

Leia mais