Benefício de prestação continuada (BPC) ou trabalho?

Saiba o que é melhor para a pessoa com deficiência

O mercado de trabalho tem, cada vez mais, incluído pessoas com deficiência através da inclusão consciente. A mudança de cenário se dá porque as empresas entenderam que a inclusão é uma questão de cidadania e não apenas o cumprimento da lei. Entretanto, estima-se que muitas pessoas com deficiência continuam sem trabalhar por falta de incentivo e por receberem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), benefício que nasceu pela Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS), Lei 8.742 de 7 de dezembro de 1993, e tem como característica fornecer amparo para pessoas que não podem prover seu sustento. 

Leia neste artigo o que é BPC e porque é melhor as pessoas com deficiência entrarem no mercado de trabalho e não somente dependerem do benefício.

O que é o BPC?

O BPC é um benefício que confere ao usuário o direito de receber um salário mínimo por mês. Podem dar entrada pessoas com deficiência e idosos com 65 anos ou mais que comprovem não possuir meios de prover a própria manutenção, nem de tê-la provida por seus familiares. A renda per capita deve ser inferior a 1/4 do salário mínimo vigente.

Vantagens da pessoa com deficiência entrar no mercado de trabalho

O BPC é um direito garantido às pessoas com deficiência que se enquadram no perfil acima e pode ser solicitado a qualquer momento. Porém, embora seja bom para as pessoas que precisam, ele pode ser um limitador no desenvolvimento da PcD, que muitas vezes para não perder o benefício, deixa de entrar no mercado de trabalho. Para mostrar a importância de todas as pessoas com deficiência que são aptas conquistarem uma profissão, trouxemos as cinco principais vantagens que uma profissão pode trazer para a PcD e seus familiares.

Independência

O primeiro benefício que a pessoa com deficiência tem ao entrar no mercado de trabalho é a autonomia. Por ter responsabilidades e uma ocupação, a pessoa desenvolve uma boa autoestima, além de ganhar independência, sendo capaz de se virar sem necessitar tanto dos pais. Essa liberdade será ainda mais valiosa no futuro, quando, eventualmente, a PcD não tenha mais a presença dos familiares. 

Renda familiar

Ao trabalhar, a PcD pode contribuir com a renda familiar e não fica limitada apenas ao valor fixo do BPC. Com o tempo, ela pode se desenvolver no mercado de trabalho e conquistar vagas com salários cada vez melhores.

Benefícios 

Além do salário, os trabalhadores com carteira assinada costumam receber benefícios extras como plano de saúde, vale transporte, vale-refeição, vale alimentação e até mesmo auxílio com estudo. Esses benefícios refletem na qualidade de vida da pessoa e seus familiares, que, também podem ter direito. O vale-alimentação, por exemplo, pode ser usado para fazer compras no mercado garantindo alimentação, produtos de limpeza e coisas essenciais para o dia a dia.

Possibilidade de crescimento

Ao trabalhar, a pessoa com deficiência pode investir em capacitação e se especializar em áreas específicas, aumentando as possibilidades de crescimento e desenvolvimento na carreira. 

Aposentadoria

Pessoas que trabalham no modelo CLT, ou seja, com carteira de trabalho assinada, conquistam o direito de aposentadoria e garantem um futuro com mais bem-estar e qualidade de vida.

Entrar no mercado de trabalho traz inúmeras vantagens para a pessoa com deficiência e seus familiares, tendo possibilidades de ganhos e conquistas ainda maiores. 

Agora que você já aprendeu sobre o assunto, que tal ter acesso a vagas exclusivas para PcD? Para isso, clique no botão abaixo e faça o preenchimento do currículo.

Se você faz parte de uma empresa que deseja incluir, entre em contato com a ASID, envie um e-mail para queroincluir@asidbrasil.org.br.

Acesse os vídeos e outros conteúdos da Campanha de Inclusão (clique para acessar):

  1. Caminhos para a sua instituição incluir a pessoa com deficiência no mercado de trabalho
  2. Conheça a metodologia de instituições que fazem a inclusão da pessoa com deficiência intelectual no mercado de trabalho
  3. Histórias de pessoas com deficiência intelectual no mercado de trabalho
  4. Benefício de prestação continuada (BPC) ou trabalho? (você está aqui)
  5. Conheça a possibilidade do emprego apoiado
  6. Descubra onde seu filho com deficiência pode chegar
  7. E quando eu não estiver mais aqui? O que será do meu filho com deficiência?
  8. Saiba como aproveitar a mudança no mercado de trabalho para incluir pessoas com deficiência
  9. Como fazer a inclusão de pessoas com deficiência no mercado trabalho
  10. Descubra os benefícios para a sua empresa em incluir a pessoa com com deficiência intelectual
  11. Boas práticas de inclusão das pessoas com deficiência intelectual

Sem respostas a "Benefício de prestação continuada (BPC) ou trabalho?"


    Tem algo a dizer?

    Se você achou este conteúdo útil, compartilhe com quem possa se interessar!