ASID Brasil e Instituto Alcoa levam projeto de inclusão para Juruti, no interior do Pará

Com a missão de construir uma sociedade inclusiva, a ASID Brasil foi até a cidade de Juruti – interior do Pará – levar mais um projeto de inclusão. Em parceria com a prefeitura da cidade e o Instituto Alcoa, desenvolveu o projeto “As Diferenças que Ensinam e Constroem”, que tem como objetivo apoiar o município de Juruti na inclusão de pessoas com deficiência nas escolas regulares, por meio do fortalecimento do papel transformador e de liderança dos gestores das escolas. A cidade possui 119 escolas, sendo que 44 delas atendem alunos com deficiência, totalizando 157 pessoas com deficiência (PcD) matriculados na rede municipal.

O primeiro passo do projeto consistiu em realizar um diagnóstico da inclusão escolar. Para isso foram realizadas entrevistas na Secretaria Municipal de Educação (SEMED) e em 12 escolas, tanto rurais quanto urbanas, para ter uma visão sistêmica da educação de pessoas com deficiência na cidade. As áreas analisadas foram: gestão escolar, capacitação e atitude inclusiva, liderança escolar, acessibilidade arquitetônica, envolvimento da família, apoio da secretaria de educação e acesso/atendimento na saúde. Nesse estudo foi possível perceber a importância da liderança na inclusão e a carência de informações sobre o assunto. Além disso o relatório apresentou 4 eixos:

  • Formação de lideranças inclusivas para inspirar cada vez mais os gestores a continuar no caminho da inclusão e disseminarem para toda sua equipe o espírito de liderança.
  • Capacitação de gestores, que visa desenvolver o conceito de inclusão, para que possam trabalhar com mais propriedade e implementar novas práticas de inclusão nas instituições que estão sob seu comando.
  • Compartilhamento de práticas e conhecimentos sobre inclusão com a junção de  materiais e informações gerais sobre as deficiências, cases de sucesso de inclusão e boas práticas de outras escolas.
  • Empoderamento da SEMED, para que ao fim do projeto a Secretaria consiga dar continuidade e suporte às práticas de inclusão adotadas pelas escolas.

Escolas visitadas

  • EMEF Getúlio Vargas – São Pedro
  • EMEF Mário Francisco Ribeiro
  • EMEF Mario Pereira Filho
  • EMEF Teófilo Batista
  • EMEF Miriam Benitáh
  • EMEIF Lindete Evangelista
  • EMEF Lígia Meireles
  • EMEF Maria Do Carmo Menezes
  • EMEF Maria Lucia Nascimento
  • EMEI Sementinha Do Saber
  • EMEF Zelinda de Souza Guimarães
  • EMEI Criança Crista Paz

Após o diagnóstico, foi desenvolvido a Formação para os Gestores das escolas. Nessa capacitação, foram trabalhados conceitos como liderança inclusiva, conhecimento das deficiências e estudos de casos para discussão. A capacitação foi importante para desmistificar conceitos, sensibilizar quanto à causa e trazer a inspiração para serem líderes cada vez mais inclusivos.

ASID com representantes da escola Mário Francisco Ribeiro, em Juruti/PA

Atualmente o projeto está na etapa de construção do Guia de Boas Práticas de Inclusão, que visa reunir casos de sucesso de escolas de Juruti e do Brasil. Com esse material, será aberto para 10 escolas do município o recebimento de mentorias da ASID para tirar as ideias do papel. O objetivo do projeto é ao final do ano ter pelo menos 10 ações inclusivas implementadas. Ao final do ano será realizado um novo diagnóstico para detectar o crescimento da inclusão no município e um comparativo do início ao final do projeto.

Esse projeto é um marco para a cidade de Juruti, que terá uma rede municipal ainda mais inclusiva, impactando na vida de milhares de pessoas.

Clique aqui e acesse o Relatório de Impacto da ASID, com essa e outras histórias:


Sem respostas a "ASID Brasil e Instituto Alcoa levam projeto de inclusão para Juruti, no interior do Pará"


    Tem algo a dizer?

    Se você achou este conteúdo útil, compartilhe com quem possa se interessar!