A inclusão da pessoa com deficiência e onde elas se desenvolvem

Diariamente vemos vídeos motivacionais que mostram a inclusão da pessoa com deficiência.

Porém dados de pesquisas sobre edução e mercado de trabalho mostram que a inclusão da pessoa com deficiência pode ser muito maior.

Para que uma pessoa com deficiência desenvolva todo o seu potencial, você já se perguntou o que está por trás disso?

Educação e oportunidade!

A última Pesquisa Nacional de Saúde, de 2013, apontou que 6,2% da população brasileira possui alguma deficiência. São pessoas com deficiência visual, física, auditiva, intelectual, psicossocial ou múltipla. Ou seja, são milhões de pessoas que necessitam de educação e oportunidades para desenvolver todo o seu potencial.

A deficiência pode ser congênita, quando a pessoa nasce com ela, ou adquirida, decorrente de algum acidente ou doença.

A família tem um papel preponderante, muitas vezes antes mesmo do seu filho nascer, ao receber o diagnóstico e lidar com as peculiaridades do período que está por vir. 

Por outro lado, algumas deficiências só podem ser diagnosticadas após o nascimento. Dessa forma, quanto mais procurar um profissional ou instituição especializada no diagnóstico maior será o desenvolvimento do seu filho.

Saiba mais sobre importância do diagnóstico precoce para prevenir e oferecer o melhor atendimento:

Assim entram em cena três tipos de instituição que também possuem um papel preponderante no desenvolvimento destas pessoas. São elas as escolas regulares inclusivas, as escolas e instituições de atendimento especializado e as instituições de contraturno.

O número de pessoas com deficiência matriculados na educação básica regular atingiu 700 mil estudantes em 2014. Ou seja, existem muitos casos de sucesso em relação a inclusão nas escolas regulares.

Entretanto, também são noticiados casos onde crianças e jovens são incluídos em escolas nas quais profissionais não estão devidamente preparados para lidar com crises e nutrir a relação entre o aluno de inclusão e seus colegas. Dessa forma, em alguns casos as escolas também não são inclusivas em relação a infraestrutura. Em outras palavras sem rampas, banheiros e com ambientes inadequados às pessoas com deficiência.

Realidade Brasil

O Brasil conta com aproximadamente 4.000 instituições especializadas no ensino e atendimento a todos os tipos de deficiência. Por exemplo estas instituições propõem metodologias tradicionais ou específicas, derivadas da percepção e experimentação, atreladas ao currículo da escola regular, que promovem o desenvolvimento com o acompanhamento multidisciplinar.

Em adição estima-se que estas instituições especializadas atendam mais de 340.000 pessoas em todo o país.

As instituições de contraturno oferecem um atendimento complementar ao do currículo da escola regular inclusiva.

Ou seja, o estudante segue o currículo tradicional durante o período que está na escola e no contraturno conta com atividades de apoio individualizadas.

Em conclusão, todas as instituições sejam as de ensino regular, especializadas ou de contraturno, miram o mesmo objetivo: proporcionar a inclusão da pessoa com deficiência por meio do desenvolvimento de todo o potencial, fornecendo oportunidade e educação.

Juntas, trabalham no dia a dia para melhorar a qualidade de atendimento e oportunizar educação a uma fila de espera que conta com mais de 60.000 famílias que não encontram vagas para seus filhos em todo o Brasil.

Quer conhecer as instituições que fazem parte da Rede ASID?

Referências:
CENSO IBGE 2014
Vídeo do Núcelo de Estudo sobre Deficiência (NED), da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
Vídeo Prevenção Displasia Infantil, Programa Bem Estar, da Rede Globo
Série de Reportagens sobre o Autismo, Programa Fantástico, da Rede Globo
Censo Escolar 2014
Inclusão de pessoas com deficiência expões falhas de escolas
Inclusão de alunos com deficiência intelectual cresce e desafia escolas
Definição: Equipe Multidisciplinar


2 Respostas a "A inclusão da pessoa com deficiência e onde elas se desenvolvem"

  • Thays
    7 de dezembro de 2017 (22:56)
    Responder

    Gostei muito das informações apresentadas. Gostaria de mais
    Artigos sobre o pressuposto tema. Trabalho na área e gostaria de me especializar ainda maks na área. Por conta dos grandes desafios que estou me deparando em sala de aula.


Tem algo a dizer?

Se você achou este conteúdo útil, compartilhe com quem possa se interessar!