A impressão 3D como uma ferramenta para a inclusão

Todo ano a Fundação Telefônica Vivo realiza o Dia dos Voluntários Telefônica, um projeto global que envolve os colaboradores de todas as empresas do Grupo Telefônica, que se mobilizam para realizar ações sociais em instituições pré-selecionadas pelos comitês de voluntariado da empresa.

Esse ano, uma das instituições que recebeu o voluntariado foi a Associação Dar a Mão, que oferece apoio para crianças e adolescentes com agenesia de membros superiores – tanto para aqueles que nasceram essa deficiência física, quanto aqueles que sofreram amputações – através da conscientização e da impressão de dispositivos protéticos.

Voluntária da Associação dar a Mão colocando um dispositivo protético

Voluntária da Associação dar a Mão colocando um dispositivo protético

Como a Associação faz parte da Rede ASID e a Fundação é uma grande parceira, a ASID entrou junto nessa e colaborou para o evento ser uma experiência incrível para todos, especialmente para aqueles que receberam o dispositivo.

Para obter o resultado esperado, cada organização desempenhou um papel fundamental. A Associação ficou responsável pela comunicação com as famílias dos beneficiados, pelas parametrizações (registro de medidas para modelagem digital de cada prótese) e pelas modelagens em si, a Fundação instalou três impressoras 3D em sua unidade administrativa para que voluntários pudessem imprimir e montar as próteses, e a ASID foi responsável por organizar a ação e planejar todo o cronograma.

Após muita dedicação, no dia do evento foi possível entregar 11 dispositivos protéticos gratuitamente. Também foram realizadas diversas atividades, como  recreação com as crianças, palestras de conscientização quanto a agenesia para famílias e voluntários, orientação técnica para aqueles que receberam os dispositivos, para que entendem como funciona a prótese e a reabilitação protética, e o cadastramento de notas a fim de ajudar a Associação Dar a Mão.

Ao todo foram mais de 40 voluntários e 3 organizações diferentes. Perceber essa união de diferentes atores que, juntos se dedicaram em prol de uma bem comum, faz com que missão da ASID Brasil de construir uma sociedade inclusiva se torne cada vez mais real. E aí, vamos juntos?

Clique aqui e acesse o Relatório de Impacto, com histórias dos projetos da ASID:

 


Sem respostas a "A impressão 3D como uma ferramenta para a inclusão"


    Tem algo a dizer?

    Se você achou este conteúdo útil, compartilhe com quem possa se interessar!