Como criar uma estratégia de Employer Branding

Antes de iniciar é importante entender que o employer branding é um conceito a longo prazo, que precisa ser monitorado constantemente, como falamos em posts anteriores. Existem algumas etapas importante que você precisa entender, vamos lá:

1. Qual o seu caminho?

Como já dizia o Gato de Cheshire, de Alice no País das Maravilhas,

“se você não sabe para onde está indo, qualquer caminho serve”!

Alice no pais das maravilhas

Para saber qual direção tomar, você deve entender o que seus funcionários acham e sentem sobre a empresa atualmente, isso também vai te ajudar a medir o desenvolvimento da sua estratégia.

Se você já faz pesquisas de clima e tem um boa cultura de feedback, vai ser mais fácil identificar os problemas. Se sua empresa não faz isso, não se preocupe, uma pesquisa de clima será mais que suficiente para começar. Se sua empresa é pequena, incentive uma rodada de feedback.

2. Você segue seus conselhos?

Sua empresa é como a Alice? Dá ótimos conselhos, mas raramente os segue? Possui ótimos valores, mas não entende seus significados e como isso é traduzido para uma cultura forte? Para dar continuidade a implementação do employer branding, você precisa definir sua marca e ela precisa estar atrelada aos valores da sua empresa.

Imagine que um dos seus valores é integridade, porém os funcionários frequentemente recebem presentes de clientes para agilizar um trabalho aqui e outro ali. Tendo seus valores definidos e com o panorama da pesquisa de clima, você será capaz de entender comportamentos contraditórios dos colaboradores.  A partir disso é necessário criar uma identidade que transmita a cultura e os valores da empresa.

3. É possível criar um país (empresa) das maravilhas?

Imagine se todos os dias seus funcionários tivessem a oportunidade de sair de casa e ir para outro mundo, um mundo que o infinito pode passar em segundos? Criar esse ambiente é desafiador, com a quantidade de interferência que vivemos hoje, a falta de paciência e a necessidade de recompensas imediatas. Porém, com a sua identidade bem definida, seguindo o passo anterior, fica menos complicado.

Pense nas maiores falhas da sua empresa, pode ser falta de abertura ou pouca inovação por exemplo, pense nesses problemas e crie diversas alternativas para solucioná-los, não se preocupe com a operacionalização disso agora. Você pode até convidar os funcionários para ajudar nessa etapa, eles podem ser bons recursos na geração de ideias.

Selecione as ideias que mais condizem com sua identidade, criada anteriormente, e pense se é possível realizar, quanto tempo e recursos irá despender, finalmente idealize os resultados que isso vai gerar e trace metas claras e alcançáveis.

Tenha em mente que é necessário criar uma boa experiência tanto para os novos funcionários, com uma boa atração e um bom processo seletivo, quanto para os funcionários investindo no desenvolvimento do colaborador. Crie um plano de ação, que vai te auxiliar a: visualizar as tarefas do dia a dia, os resultados a médio prazo e a alcançar seu objetivo.

4. Um bolo que te faz crescer

É hora de parar para um lanche e fazer sua ideia crescer, de nada adianta os passos anteriores se sua empresa for totalmente desconhecida. Um grande aliado nesse momento é o setor de marketing e comunicação. Crie um plano de comunicação para sua estratégia de employer branding, pense nos canais que seu público alvo mais acessa e qual o tipo de linguagem mais adequada e use as mídias sociais para intensificar sua divulgação.

alice no pais das marivilhas

 

É importante entender que o employer branding nasce dentro do RH, mas precisa que todas as áreas cooperam e trabalhem juntas para criar uma estratégia coesa e que faça sentindo como um todo.

Em contrapartida, afasta-se das bebidas que te fazem diminuir, como criar ações sem o engajamento das lideranças, é preciso que eles acreditem, tanto quanto você, naquilo que estão fazendo. Pense em ações específicas para esse grupo, sem mostrar favoritismo, para garantir que a estratégia se perpetue por toda a empresa.

5. Seu caminho te leva para um final feliz?

E finalmente, monitore todos os resultados para saber se o caminho que você tomou está te levando em encontro com seu objetivo. Compare as pesquisas de clima, veja se os pontos destacados anteriormente ainda são um problema, e entenda que novos problemas podem surgir, esteja preparado para melhorar, alterar ou até mudar totalmente sua estratégia.  Pode chegar um momento em que você perceba que não está gerando resultados, mas lembre-se que você sempre pode mudar suas ações, mas nunca seus valores.


Sem respostas a "Como criar uma estratégia de Employer Branding"


    Tem algo a dizer?