270 resultados para autor: ASID


Afinal, o que é inclusão consciente?

Para explicar o que é a inclusão consciente é interessante abordar o que não é: Incluir para bater cotas Criar vagas exclusivas para pessoas com deficiência (PcD) Não ter as responsabilidades da vaga bem definidas (metas, resultados esperados) Uma cultura organizacional contrária a inclusão (59% dos gestores apresentam resistência a contratação de PcD's-1) Um ambiente onde a própria PcD não tem a oportunidade de demonstrar seu potencial, por falta de tecnologias assistivas e acessibilidade Não ter um plano de desenvolvimento, promoção e retenção Todas as PcD’s trabalhando na mesma sala (inclusão aquário) Tudo ...

3 empresas que investem em voluntariado e os retornos que estão tendo

Quando o assunto é voluntariado corporativo temos diversas possibilidades de responsáveis pelo programa – a área de recursos humanos, responsabilidade social, institutos, marketing, dentre vários outros. Independe de qual área o voluntariado está, existe um motivo e uma expectativa de retorno para manter a chama do voluntariado acesa na empresa. Sendo assim, a ASID conversou com 3 responsáveis que se envolveram diretamente no gerenciamento de ações voluntárias, e, portanto, compartilharemos aqui os ensinamentos valiosos e suas perspectivas sobre a temática. A pesquisa do Santo Caos em parceria com o Bank of America comprova que funcion...

Como funciona o voluntariado corporativo

Há poucos anos o voluntariado e o desenvolvimento de competências era uma teoria ou uma prática pouco comprovada. Já mostramos em posts anteriores que isso mudou e que hoje conseguimos mostrar que o voluntariado é sim um impulsionador de desenvolvimento.  A ASID desenvolveu, ao longo dos anos, uma metodologia que auxilia no desenvolvimentos dos voluntários das empresas parceiras: Para aprofundar a discussão e saber como implementar o voluntariado corporativo, clique e faça o download gratuitamente do nosso "Guia de como fomentar o voluntariado corporativo":

Você sabe o que é voluntariado corporativo?

Você conhece a história do voluntariado no Brasil? Começou em 1543, na Santa Casa de Misericórdia e foi reforçado com as ações da Cruz Vermelha no país em 1908. Se tornou mais popular com o Projeto Rondon, em 1967, com atuação de universitários voluntários e, em 1983, com os trabalhos da Pastoral da Criança. Durante esses anos e outros que estavam por vir, o voluntariado estava totalmente voltado a assistir ao próximo em ações emergenciais, de risco e vulnerabilidade. Sabemos que por volta dos anos 2000, ainda que promulgada a Lei de Voluntariado no Brasil, poucas informações estavam disponíveis sobre o benefício e poder que o ...

Valor para o negócio e a sociedade

Frequentemente o nosso país tem enfrentado diversas crises econômicas que afetam profundamente os pilares de sustentação das empresas. A eficiência operacional não é mais uma vantagem competitiva, é algo a ser constantemente buscado, um requisito. Nesse sentido, todos sabemos qual é o primeiro item na lista de cortes de custos das companhias em um momento de crise: responsabilidade social e suas variantes. Isso pode parecer óbvio, mas por quê? Por que o corte de custo afetará diretamente aqueles que serão os maiores prejudicados com a crise econômica? Provavelmente o seu pensamento é: porque uma empresa precisa sobreviver. ...

Gerando impacto social e valor ao negócio

“Comprar mais o mais barato possível, vender no preço mais alto que o mercado esteja disposto a pagar, economizar ao máximo e, se sobrar algo, vamos apoiar projetos sociais.” Esse é o clássico mind-set de grande parte das empresas de alguns anos ou décadas atrás. Porém, por uma questão de reputação, imagem, pressão social ou mesmo um senso de altruísmo, as empresas começaram a realizar apoio a diversos projetos sociais através da filantropia. A filantropia trouxe reputação, porém com o passar dos anos, foi iniciada uma busca por gerar mais resultados sociais. Assim, alguns pioneiros começaram a ver que é possível “ajudar” ...

3 ideias de ações de marketing relacionado a causas

A comunicação e o marketing cumprem, hoje, um papel diferente: além de fortalecerem as marcas e impulsionarem o consumo, elas ajudam a conscientizar a sociedade. Essas áreas vem desenvolvendo ações com objetivo de contagiar as pessoas, tocar seus corações e as engajar em causas transformadoras. O Marketing Relacionado a Causas (MRC) é um movimento que une empresas e instituições sem fins lucrativos em ações que geram benefícios para ambos, porém, de formas diferentes. Quem sai ganhando é a sociedade, que colhe o impacto positivo dessas ações. Mas qual a melhor forma de fazer o MRC? Quais ações se encaixam mais com a minha ...

O marketing relacionado a causas: uma importante estratégia para empresas

O Marketing Relacionado a Causas (MRC) une empresas e instituições sem fins lucrativos em ações que geram benefícios para ambos, de formas diferentes. Empresas tem a oportunidade de impactar seus consumidores e colaboradores, engajando-os em prol de uma causa, atrelando sua marca a ações de impacto social. Pesquisas mostram que o fato de uma marca estar atrelada a uma ação de MRC impacta na decisão de compra dos consumidores. Também são percebidos benefícios em termos de divulgação na mídia, que possibilitam atingir potenciais consumidores. Internamento o MRC gera a união por uma causa. Com isso, os colaboradores da empresa ...

Competências desenvolvidas com a inclusão consciente

Sabemos que é difícil visualizar as vantagens de uma cultura de diversidade e inclusão, por isso elencamos as 6 competências que são mais desenvolvidas nos colaboradores das empresas que trabalham com isso.   Competências desenvolvidas com a inclusão consciente segundo pesquisa realizada pela ASID     Acesse também:   Guia de como realizar a inclusão consciente Inclusão Consciente: o impacto na cultura organizacional da InterCement Case ASID e Fundação Telefônica: Dia dos Voluntários Telefônica 2016 Sorvete Solidário da ASID e Paviloche possibilita a expansão dos projetos para ...

Saiba como criar uma cultura organizacional de Inclusão

A inclusão começa por uma cultura organizacional propícia e o comportamento dos colaboradores A Pesquisa Nacional de Saúde, de 2013, mostra que 6,2% dos brasileiros são PcDs[1], ou seja, são 12 milhões de pessoas. Sabe-se que, pela falta de inclusão na sociedade, menos de 1% dos vínculos formais de emprego são relacionados à PcD[2]. Um estudo da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH)[3] mostra que alguns dos fatores com maior influência neste dado são o fato de que grande parte dos gestores das empresas apresentam resistência quanto à contratação de PcDs e a ausência de um programa de sensibilização para quebrar o ...