3 empresas que investem em voluntariado e os retornos que estão tendo

Quando o assunto é voluntariado corporativo temos diversas possibilidades de responsáveis pelo programa – a área de recursos humanos, responsabilidade social, institutos, marketing, dentre vários outros. Independe de qual área o voluntariado está, existe um motivo e uma expectativa de retorno para manter a chama do voluntariado acesa na empresa. Sendo assim, a ASID conversou com 3 responsáveis que se envolveram diretamente no gerenciamento de ações voluntárias, e, portanto, compartilharemos aqui os ensinamentos valiosos e suas perspectivas sobre a temática.

A pesquisa do Santo Caos em parceria com o Bank of America comprova que funcionários que são voluntários pela empresa são 16% mais engajados no seu trabalho. E quando se trata do clima e ambiente corporativo, Gabriel Brigante, analista de Responsabilidade Corporativa na PWC, acredita que o voluntariado tem total poder de influenciar positivamente o ambiente profissional: “É claro que há muitos perfis de voluntários e por trás de cada indivíduo um interesse diferente em se voluntariar, mas em geral acredito que as pessoas que disponibilizam tempo e talento em prol de outras pessoas tendem a ser mais empáticas, solidárias, lidam bem com a diversidade e com adversidades. Na minha opinião, essas características influenciam positivamente o ambiente em torno desses profissionais e quando esses ainda são mobilizadores ou líderes, esse impacto tende a se expandir ainda mais.

Além do engajamento no trabalho e melhoria no ambiente profissional, outro ponto desenvolvido a partir do voluntariado empresarial é em relação à integração de colaboradores, uma vez que a maior parte dos programas é aberto para a empresa como um todo, ocasionando consequentemente uma melhora no relacionamento e aproximação dos níveis hierárquicos.

Para a Brigida Maria, Coordenadora de Benefícios na Gemalto, a afinidade entre os colegas sempre aumenta após as ações de voluntariado “independentemente do nível hierárquico, (as pessoas) se tornam mais parceiras, tem mais assuntos em comum para conversarem, sugerem uma ação ou até mesmo novas atividades para os “novos” colegas que mesmo trabalhando muito tempo junto não se conheciam antes da ação do voluntariado.”

Arraiá do Bem

Ação Arraiá do Bem da Gemalto

Os programas de voluntariado da ASID em parceria com empresas sempre têm um início, meio e fim, uma vez que todos possuem um objetivo a ser alcançado, podendo ser o desenvolvimento da gestão, através do programa de Mentoria, o desenvolvimento de lideranças, através do Líder Especial, ou até mesmo fazer com que pessoas com deficiências e seus familiares tenham uma experiência social diferente dos seus cotidianos.

O analista de Sustentabilidade da GS1, Herbert Kanashiro, foi responsável pela execução do programa de Mentoria na empresa em parceria com a ASID. A organização que teve a gestão profissionalizada foi a Associação Nova Projeto, a qual já é parceira da empresa há cerca de 6 anos. O programa teve duração de 6 meses e envolveu 13 colaboradores, e terminou em dezembro de 2016, e mesmo após o encerramento das ações ainda é possível verificar os frutos do trabalho realizado. Herbert comenta que “a relação pessoal e profissional entre os voluntariados que participaram do Mentoria (ASID – Nova Projeto) melhorou ainda mais. A relação com a Nova Projeto e o envolvimento e interesse nas atividades da ONG também.”.

A partir dessas conversas e entrevistas com o Gabriel, Herbert e Brigida, conseguimos analisar que independente de qual área o trabalho voluntário faz parte, iniciar um programa dentro das empresas irá não só desenvolver os profissionais individualmente, como também irá impactar toda a cultura empresarial e integração dos colaboradores, gerando por trás de tudo isso um impacto positivo e desenvolvimento da sociedade.

Para aprofundar a discussão e saber como implementar o voluntariado corporativo, clique e faça o download gratuitamente do nosso e-book:

E-book: clique e faça download gratuitamente


Sem respostas a "3 empresas que investem em voluntariado e os retornos que estão tendo"


    Tem algo a dizer?